Steampuke…

Lembram-se quando ter o nome de Peter Jackson associado a um projecto era sinal de qualidade? Pois, eu também já não…

Mortal Engines é um filme sem qualquer tipo de inspiração, excepto do pessoal que teve de animar tanto cano roto. A ideia de que o mundo futurista (1000 anos após a data de validade de uma lata de ananás que aqui tenho) tem como realidade cidades sob rodas que “comem” vilas ambulantes para sobreviverem é apelativa, até pensarmos no assunto. Num cenário em que os recursos são escassos, andar com a cidade às costas faz tanto sentido como carregar um garrafão de 100kg pelo deserto e o filme não faz qualquer esboço em aprofundar isto… e quem diz isto, diz a sociedade que vive no chão (que meninos!), no ar, personagens, relações, enredo…

Tudo é tão superficial, batido, monótono, desinspirado e parvo que é impossível desligar a mente e apreciar o espéctaculo visual. Este era um dos filmes que mais queria ver no início do ano e chegamos a dezembro para constatar que isto é uma mistura de Twilight com Valerian. Há momentos em que nos cospem exposição para a cara, tentam enfiar relações amorosas pela garganta a baixo e nos vomitam “twists” para os pés. Se tudo isto ainda não vos convenceu a ficarem em casa, aqui ficam mais uns incentivos: mais uma vez, a heroina secundária é asiática, e é fã de Trinity do Matrix; há alguém com uma cicatriz na cara mas não é o vilão; no final há um batalha em que todos os personagens se encontram no meio de milhares de pessoas; Luke destroi a Death Star pela segunda vez; o Kroenen de Hellboy é ressuscitado; a não ser que seja como a Bússola Dourada, vamos ter filmes disto a dar com um pau… enfim, um festival de erros e burrices que não são toleráveis em 2018. Um desperdicio de arte visual e premissa que podia ter dado algo engraçado mas que no fim só nos ofende a inteligência.

A não ser que gostem muito do Hugo Weaving, tenham visto tudo da Netflix e vos ofereçam o bilhete, não se metam nisto… e mesmo neste caso, comam antes uma peça de fruta que vos faz melhor!

Partilha o post do menino no...