Supernatural: 10×11 – There’s No Place Like Home

[SPOILERS] Charlie is baaaaaaack!!!

Dean bem tenta diluir a psicose com batidos e claras de ovos, mas a sua saúde não melhorará enquanto aquela “tatuagem” não lhe sair do braço, por muito que faça por ignora-la. Exemplo disso é que mal pega em algo afiado o seu corpo reage. Mas isto é um episódio de Charlie, por isso…

Charlie: “’Cause who doesn’t love a little torture?”

Regressada do mundo de OZ, a nossa geek favorita veio diferente, meio “bipolar”. Esta separação entre Charlie boa e Charlie má acontece mesmo a tempo de uma conveniente divisão de personalidades dentro de Dean, quem diria?! Por um lado temos uma alma puritana que não quer fazer mal a uma mosca, por outro temos uma versão mais dark que sabe que às vezes é preciso quebrar algumas barreiras do Bem para manter a justiça no mundo… decisions, decisions.

Charlie: “Should have known Rocket and Groot would track me down.”

Tal como George R.R. Martin já nos ensinou, à força, não há bem nem mal, há pessoas. Pessoas que são capazes do melhor e do pior conforme o mundo as empurra. Adoramos a Charlie pelo que ela é e agora que está “completa” pode voltar a ajudar os irmãos nestes tempos difíceis. O final não foi uma cópia do que normalmente acontece com os maus da fita, até porque neste episódio não houve de verdade um, e só por isso foi bom. Quando Dean parece mais desesperado é quando surge uma luz ao fundo do túnel e Charlie foi essa luz. Veremos se será suficiente para o iluminar até ao fim… e que esse fim não se arraste até ao fim da temporada!

Partilha o post do menino no...