Supernatural: 10×20 – The Things They Carried

[SPOILERS] Castiel foi tão regular esta temporada como os pacotes de batatas fritas vêm cheios…

Não fosse os 1001 problemas que atravessaram a história recente do nosso anjo favorito, mais as 1001 transformações a que esteve sujeito, a casa que deixou para trás quando possuiu Jimmy é mais uma chaga na consciência de Cass. Sabemos que Claire passou um mau bocado e que a relação com Castiel chegou a um tratado de paz, agora é a vez de sabermos de Amelia. Claire anda pelos becos da América à procura da mãe e só encontra problemas. Felizmente há um trio de bons rapazes para ajudar.

Entre mais uma habitual investigação, Dean mostra cada vez mais sinais de preocupação, mostrando que o copo está mais meio cheio que meio vazio. O habitual acontece e ele fica para trás, o habitual acontece e tem de ser ele a salvar a situação. Pelo meio houve um hilariante mini-golfe e o esclarecimento (para Claire) que o sacrifício do pai não foi minimamente em vão, pelo contrário, já que Castiel veio a tornar-se o salvador (e destruidor) do mundo mais que uma vez.

O final é mais do mesmo. O vilão pode mudar entre o Céu e o Inferno, mas todos falam de mais e todos acabam derrotados. O importante a reter aqui é que tudo ficou como gingas. A série não sabia o que fazer com Amelia e então uma espada nas tripas resolveu o assunto, porque não podíamos ter um jovem em “Supernatural” com um final feliz ao lado dos pais. Tal como nos relembraram neste episódio, um adeus nunca é um adeus nesta série e ao que tudo indica, na próxima temporada teremos a caçadora Claire de volta, de espada em punho. É bom haver vida para além do adeus, não é bom saber que nenhum o é definitivamente. Não sei se era necessário mais um episódio inteiro para melhorar a relação entre Cass e Claire, a minha memoria diz-me que eles até se separaram bem da ultima vez, mas vá, filler pré-finale!

Partilha o post do menino no...