Supernatural: 10×22 – The Prisoner

[SPOILERS] I wish it was you up there”… aquele tipo de frases que depois custa muito retirar.

O choque dos Winchester repercute-se deste lado. Ainda não caí em mim que a Charlie partiu, não desta forma. Como seria de esperar, Dean está furioso e a ironia está no facto de Sam ter provocado uma fusão maior entre Dean e a Marca do que havia antes. Provocar o que queria prevenir. Sim, Sam não é directamente responsável pela morte de Charlie, mas eu também o culpo. Continuou a mentir a Dean quando não havia uma razão válida para isso e aqui está o preço. Uma vida perdida e outra a caminho.

Thank you Sam, for reminding me who I really am… From here on, I want you to know that the only reason you’re alive is because I allowed it.” – Crowley

Crow MOTHERFUCKIN ley! Como é bom vê-lo de volta. Não há paciência para Rowena nem para os dois toninhos que se deixavam manipular por ela. Sam lá faz de cordeiro, mas sem sucesso já que do “combate” sai o Crowley que tanto adoramos. Com certeza o teremos de volta do outro lado da trincheira na próxima temporada, que é o seu merecido lugar, e que regresse com mais momentos como este.

“I kill gods” – Dean Winchester

Sim, os Frankenstein estavam a ficar mais interessantes com o tempo, mas esta não foi definitivamente a altura para os introduzir na história! Com tanto filler na temporada, porquê mostrá-los agora, no final, quando o que queremos ver são Winchesters?! O melhor mesmo é a caça a que dão origem, com Dean no seu modo mais badass de sempre. Ao longo das temporadas vimos o nosso herói furioso e letal em algumas ocasiões, mas nunca como aqui, não a este nível! Um predador no seu estado mais puro que deu origem a cenas deliciosas. Óbvio que o meu lado racional sabe que este é um caminho negro, mas o lado de espectador fica deliciado. Então a maneira como acabou com os últimos dois do clã Frankenstein (o episódio fez por nos mostrar a inocência do mais novo para que a crueldade de Dean fosse mais evidente) é brutal.

Com o espancamento a Castiel, que futilmente o tentava despertar da raiva, Dean dá como inaugurado o estado de perdição. É doloroso ver por vários motivos, mas principalmente porque Dean está no ponto de magoar fisicamente um irmão. Não é que acredite que o final traga mais notícias dolorosas além desta de Charlie, mas faz-me pensar o quão fundo irá bater este anti-herói que tanto gostamos.

Partilha o post do menino no...