Supernatural: 6×15 – The French Mistake

[SPOILERS] Como é possível uma série fazer uma grande episódio sem que fizesse/falasse de nada característico? Sem assustar, sem gore, sem misticismo…Só mesmo “Supernatural”!

Já sabia que ia ser um episódio dedicado aos fãs, e como é habitual, fosse engraçado. Mas este “French Mistake” superou todas as minhas expectativas!

Começou muito bem com Baltazar (Sebastian Roché), a fazer lembrar um pouco The Trickster, enviando os irmãos para um mundo paralelamente igual…ao nosso. E aqui tudo foi bem conseguido, principalmente a capacidade em gozar com eles próprios, com “Supernatural” e até com as séries em geral (“Everything is fake here man!”). Quando vejo os episódios, tenho uma folha ao meu lado onde vou escrevendo coisas que vale a pena referir, ou ideias para a escrita do episódio. Ao fim de 15 minutos já tinha uma página com excertos geniais:

Dean: “I’m a painted whore”

Dean: “Why would they watch our lives?”
Sam: “According to the interviewer, not many people do.”

Sam: “I’m a Padalecki”
Dean: “Padalecki?! You’re polish?!”

Dean: “He’s name is Misha…Misha?!”

Sam: “Who puts a 300 gallon aquarium in their trailer?!”
Dean: “Apparently, Jensen Ackles…”

Dean: “Looks like you did alright”
Sam: “Yeah…I should figure out her name”

Kevin Parks: “Well, we can clean up, reset the window, takes about 95 minutes, basically, so we’d have to blow off the scene where they sit on the Impala and talk about their feelings.”
Robert Singer: “Ha, right! You answer the hate mail.”

Misha: “I’m totally gonna tweet this…Holla Mischamigos, J square got me good…really starting to feel on the guys” (exactamente um minutos após a personagem no episódio ter dito isto, o actor enviou este tweet aos seus seguidores).

Dean: “Nice Blue Steel Sam” (referência ao filme “Zoolander”, com Ben Stiller)

Robert Singer: “Since when do you guys talk?!”

Dean: “Dude, we’re not even in America!”

Sam: “I must be the star of this thing”
Dean: “Yeah right!”

Dean: “You married fake Ruby!” (Na vida real, Jared Padalecki e Genevieve casaram a 27 de Fevereiro de 2010. A foto que aparece no episódio é mesmo do casamento de ambos.)

Robert Singer: “They lost the last shred of talent they had… Drugs!”

Robert Singer: “He sell octocobra?!… God, their buying everything.”

Dean: “Bobby Singer… What kind douchebag names a character after himself?!”

De referir outros momentos absolutamente hilariantes: o vídeo no youtube de Jensen Ackles na novela “Days of our Lives”, Sam ao computador com uma foto dele à cowboy atrás, Misha Collins a chorar todo medroso (contrastando completamente com a sua personagem na série), toda a parte em que tentam gravar a cena e o fuzilamento do criador da série, Eric Kripke, em slow motion.

Outras referências:

O título do episódio “O Erro Francês” refere-se a uma famosa sequência no filme de Mel Brooks “Blazing Saddles”. No final do filme, a acção, no qual é situada no Velho Oeste, bate contra uma parede num set de um musical, no lote da Warner Brothers.

Os dois duplos à pancada ao lado do Impala são os reais duplos de Sam e Dean (Mike e Todd).

Dean: “No hell below us, above us only sky”, referência à música “Imagine”, de John Lennon.

No meio de tudo isto até fica meio esquecido o avanço na história. Rafael parecia ter a vitória na guerra civil praticamente assegurada, com Castiel a fugir para o exílio. Mas com toda esta tramóia, Balthazar conseguiu virar a maré e as coisas vão ser diferentes. Sei que não foi tanto uma análise, mas mais um conjunto de citações. A verdade é que não há muito a dizer, apenas puxar para trás e ver de novo. Um episódio, na minha opinião, genial.

O Melhor: A capacidade em fazer algo diferente, fresco e hilariante.
O Pior: A assustadora ideia de que me ri mais neste episódio quem em todas as comédias que vi nas últimas três semanas…combinadas!!

Partilha o post do menino no...