Supernatural: 7×19 – Of Grave Importance

[SPOILERS] Como é que sabes que “Supernatural” é ficção? Pelos anjos, demónios, criaturas, espíritos e exorcismos?! Não, porque aqueles dois passam a vida no carro e a comer hamburgers e têm aquele corpinho!

Mais uma associada do falecido Bobby (Jim Beaver) que liga a dar as condolências ao irmãos e marca encontro para marcar saudades. As semelhanças com Ellen (morreu na explosão com a filha caçadora) são mais do que evidentes e nem houve tentativa de a tornar um bocadinho diferente, uma copia de personalidade. Que falta de originalidade.

Sam: “She was stressed…i didn’t had a soul…”

Desta vez vemos o mundo por uma perspectiva de Bobby. Como ele tem seguido os irmãos, ou melhor, a sua garrafinha “mágica”, como se esforça para comunicar com eles e o quanto isso o drena (a cena em que derruba o livro provocou-lhe um blackout de duas semanas). Descobrimos também que ele ficou cá por opção (não é bem novidade, sabendo que andou a tratar deles em vida, não iria partir enquanto eles precisassem de ajuda) e que fugiu da sua “morte”. Depois de meses às “escuras”, numa questão de horas parece ter dominado o acto da mobilização (por falar em rapidez de aprendizagem!), mas o inimigo é bem mais poderoso, e tal como o inimigo central desta temporada, também ele “come pessoas”, se bem que num espetáculo menos sangrento.

A descoberta, ou melhor, a confirmação por parte dos irmãos de que Bobby tem andado nos seus ombros, qual papagaio afónico, acaba por ser um pouco anti-climático. Se bem que não havia tempo para agir, há gente para descobrir e ossos para cozinhar.

Bobby: “Hi, I’m Bobby and I’m a ghost.”

Até aos últimos cinco minutos ficamos com a sensação que, apesar das revelações e da absorção das almas por Bobby dar uma nova dimensão há “coisa”, soou, soube, cheirou, tem a textura e pareceu um caso semanal apenas. Acima de tudo foi um episódio que não soube gerir o que tinha ao seu dispor. Annie, depois de um episódio super presente, nem teve direito a uma despedida, apenas a um “já a queimamos”, os irmãos nem perguntaram porque é que agora já vêem o Bobby! E por fim, depois de procurarem durante meses por um sinal , de terem esperança e arranjarem maneira de o contactar, agora “perturba a ordem natural das coisas”?! Não faz sentido algum. Sai Castiel, volta Castiel, descartam Castiel. Sai Bobby, volta Bobby, descartam Bobby…Enfim! Nota: Bobby diz a Annie que levou um tiro na cabeça e nem sentiu nada, então e quando acordou no hospital e disse “idjits”?!

[quote]Bobby: “All right, now. I can kill werewolves, fix a Pinto, and bake cornbread. I will be damned if I can’t get zen.”[/quote]

Faltam quatro episódios para o final de temporada e sinceramente eu já vou em piloto automático. Sei que “Supernatural” tem a capacidade de se superar quando quer mas…quando chegar o final da temporada espero ainda me lembrar o que são Leviathans!

O Melhor: Este fantasma (há muito tempo que não me assustava com “Supernatural”). Apesar de tudo, o regresso de Bobby.

O Pior: Deu “Supernatural” esta semana? Tá bem.

Partilha o post do menino no...