Supernatural: 8×18 – Freaks and Geeks

[SPOILERS] Depois do episódio “orgásmico” da semana anterior, “Supernatural” mostra a sua inconsistência e volta aos stand alones.

Eu já não tinha gostado desta Krissy (Madison McLaughlin) na primeira vez que apareceu. Apesar da química com Dean (Jensen Ackles), vê-la novamente não me soube a nada (saber que matou a minha Meghan Ory ainda me faz gostar menos dela!). Apesar de ter prometido ao amigo caçador que se iria retirar, parece ter formado um gangue júnior de caçadores de vampiros em busca de vendetta. Esquecendo por momentos o ar respondão da “chavala”, encontramos uma verdadeira mansão digna dos X-Men, com alunos brilhantes dedicados a combater os mauzões (uma vergonha que este professor X se chame Victor, mas ok).

Tudo o resto que se passou, bom, digamos que andou entre o previsível, o moralista e o cliché. O desenlace não surpreendeu ninguém, houve a tal conversinha do costume enquanto alguém está amarrado, a criançada que andava a matar monstros para vingar os pais não quiseram matar o tipo que ordenou o massacre (!) e no final lá teve o tipo de se matar porque afinal de contas não sabiam o que iam fazer com ele. Uma desilusão. Ao menos este episódio podia ter vindo antes do anterior, para deixar um sabor melhor na boca. Considerando o dia em que sai a análise, quase que desejava que este episódio fosse mentira…

Se querem esquecer este episódio o mais depressa possível, passem no “Supernatural (Portugal)” para a promo do próximo episódio e com todas as novidades da série.

O Melhor: Os olhares de indignação de Dean.

O Pior: Se não fizessem aquela introdução forçada e o final no carro, pensaria que este episódio era o 3, o 11 ou 21. Krissy e a mania que é gente. Não me apeteceu acabar o episódio, não fosse ter de fazer esta review.

Partilha o post do menino no...