Thor: Lord of Laughs

(SEM SPOILERS) Dizer que o terceiro lançamento do martelo é o melhor até ao momento não é dizer muito… afirmar que é o filme da Marvel mais engraçado desde Guardiões é dizer o suficiente para vos fazer sentar o rabo no cinema!

É certo que “estes” filmes da Marvel estão cada vez mais cómicos (e os da DC tentam o caminho oposto), mas Ragnarok é como que uma “lavagem” para a personagem, que sempre se levou demasiado a sério. Basta ver os primeiros filmes, em que o Deus-Trovão era sisudo e com pouca percepção de sarcasmo. A evolução da personagem, os obstáculos que ultrapassou, tornaram-no mais leviano face à adversidade e exemplo disso é a relação com Loki. O white walker adoptado já não chateia o irmão e Thor já não o tenta mudar, ao invés, aceita o caçula como trickster e deposita esperança que o lado bom venha ao de cima.

Este (vasto) universo nunca primou por bons maus-da-fita (esperanças depositadas em Thanos!) e Hela (esta gente não se esforçava muito nos nomes!) não é grande excepção. Não porque Cate Blanchett não tenha uma presença forte (que tem), mas sabe a pouco. Jeff Goldblum é engraçado? É. Valkyrie é uma boa alternativa a Lady Sif? Claro. Mas com tantos nomes a rodar pelo ecrã não é de estranhar que a antagonista antagonize pouco e que os restantes se limitem a picos de performance. Num filme que não se leva a sério, não é de admirar que não queira mergulhar nas profundezas de um argumento mais denso. Mas tal como já li muito por aí, “gostava que o filme acalmasse uns 5 minutos”. Dito isto, talvez não fosse tão bom de ver como é.

Não há muito mais que se possa dizer sem entrar no mundo dos spoilers. Acima de tudo saibam ao que vão: este é um filme fantástico se querem divertir-se, ver a melhor cena de acção de Thor, ver Strange em modo Sherlock, ser inundados por cor e música e rir com aquela que é uma séria candidata a melhor personagem secundária de sempre, Korg. Todos os seus momentos são geniais e a voz de Taika Waititi é um must!

Pode-se criticar a Marvel por repetir a receita, mas há uma razão para isso: continua a resultar.

Partilha o post do menino no...